FOLKFARO - Folclore Internacional Cidade de Faro


Go to content

Grupo Folclórico de Faro

O festival

GRUPO FOLCLÓRICO DE FARO

ALGARVE PORTUGAL



As origens do Grupo Folclórico de Faro remontam aos inícios dos anos 30, sendo o mais antigo grupo de folclore do Algarve e um dos mais antigos do país.

Por ser o único na região, começou por se chamar Rancho Regional Algarvio ou, simplesmente, Rancho do Algarve. Na época, o Corridinho era considerado a expressão máxima das danças populares algarvias. Atingiu grande fama o virtuosismo dos seus tocadores e a habilidade dos bailadores nas "escovinhas" e "sapateados". A tradição oral estava também representada nos Bailes de Roda, sendo de realçar o característico "Baile Mandado".


O Grupo Folclórico de Faro foi o rastilho para a criação de outros ranchos por todo o Algarve, muitas vezes constituídos à sua imagem e semelhança, podendo por isso considerar-se uma verdadeira escola de folclore.

A atividade do Grupo Folclórico de Faro estende-se igualmente às pesquisas e exposições etnográficas, ao ensino das danças regionais nas escolas e à organização de diversos certames de folclore na cidade, como o Encontros de folclore infantil "Dançando a Brincar", os Encontros de Cantares de Boas-Festas e o FolkFaro - Folclore Internacional Cidade de Faro, o único festival certificado pelo CIOFF no Sul de Portugal.

Para além das recolhas e reproduções de trajes de finais do Séc. XIX e inícios do Séc. XX, são também apresentadas recolhas de músicas tradicionais da região algarvia no "Cancioneiro do Grupo Folclórico de Faro". Os mais pequenos têm a oportunidade de aprender os jogos, as brincadeiras e as danças de roda dos seus avós no Grupo Folclórico Infantil de Faro.

Embaixador da região e do país, o Grupo Folclórico de Faro efetuou inúmeras deslocações ao estrangeiro, tendo representado Portugal em Espanha, França, Marrocos, Canadá, EUA, Itália, Brasil, Turquia, Suíça, México, Hungria, República Checa, Chipre e Grécia. Quase todos os convites surgem no âmbito do CIOFF, organismo internacional ligado à UNESCO.

O Grupo é membro efetivo da Federação do Folclore Português, filiado no INATEL, e um dos grupos fundadores da Associação de Folclore e Etnografia do Algarve. Considerado como uma verdadeira instituição da capital algarvia, o Grupo Folclórico de Faro foi, no ano de 2002, distinguido pela Câmara Municipal com a Medalha de Ouro da Cidade.



Sub-Menu:


Back to content | Back to main menu